saúde > Perder Peso e Emagrecer

Perder Peso e Emagrecer

Vivemos em um país tropical onde o sol e o calor predominam em quase todas as estações do ano e nosso melhor aliado nesta época são as praias, cachoeiras, clubes, entre outros lugares onde possamos relaxar e aproveitar a melhor época do ano, no entanto, curtir esta estação não é tão simples quanto aparenta ser e o motivo é simples, isto é, precisamos estar em forma e essa tarefa não é muito simples e muitas pessoas tem dificuldades em manter-se num padrão saudável.

Alguns locais prometem essa tão sonhada boa forma em poucos dias, com remédios e tratamentos milagrosos e muitos acabam se iludindo pelos mesmos e algumas vezes acabam prejudicando a própria saúde em prol de uma boa aparência física.

A questão a ser discutida é qual o preço que as pessoas estão dispostas a pagar por um corpo perfeito?Devemos ter um corpo saudável, na medida em que nos sentimos bem ou arriscarmos nossa saúde para ostentar o corpo como um objeto para os demais?

Algumas empresas do ramo farmacêutico prometem que tal objetivo poderá ser alcançado se o indivíduo tomar alguns remédios, algumas clínicas de estética prometem um corpo perfeito em algumas sessões de tratamento e as academias também prometem a redução de medida se o cliente seguir o roteiro a risca, no entanto, algumas maneiras saudáveis também são importantes, como acompanhamento a uma especialista no assunto e aderir a uma reeducação alimentar.

Com relação ao que fora dito anteriormente, no quesito farmacêutico, os remédios e medicamentos para emagrecer disponíveis são "moderadores de apetite", os quais promovem o emagrecimento ao diminuir o apetite ou aumentar a sensação de "estar cheio". Esses medicamentos diminuem o apetite ao elevar os níveis de serotonina ou catecolamina, já os inibidores de apetite aprovados pela FDA (órgão americano que regula medicamentos) incluem sibutramina, fentermina, dietilpropriona e fendimetrazina. A anfetamina é um tipo de inibidor de apetite, porém não é recomendada para uso no tratamento da obesidade devido ao seu alto potencial de abuso de dependência. Contudo, deve-se observar os efeitos colaterais dos remédios, já que cada organismo responde de uma certa maneira.

Apesar de inúmeras promessas, o ideal é sempre o equilíbrio, ou seja, devemos procurar uma ajuda médica, fazer exames e a partir disso tomar uma decisão de como iniciar pelo tratamento. Devemos unir o tratamento ao papel da nutricionista, importante pelo fato da mesma atuar em todas as áreas do conhecimento em que a alimentação seja fundamental para a promoção, manutenção e recuperação da saúde, sem perder de vista o prazer que uma refeição deve proporcionar.

Praticar exercícios também é importante para a queima de calorias e perda de peso, manutenção da tonificação dos músculos, melhoria na circulação, redução do estresse, redução da depressão, entre outros benefícios provenientes do exercício físico.

O corpo perfeito não é fácil de ser atingido como os anúncios dizem, mas, com uma boa orientação nutricional, exercício físico e o mais importante estar bem consigo mesmo, qualquer um é capaz de atingir seus objetivos e estar pronto não só para o verão, mas, em qualquer época do ano.