Os sete erros mais freqüentes com a camisinha

1) Colocar a camisinha só na hora da penetração
A camisinha deve ser colocada quando começa a haver algum tipo de contato entre o pênis e a vagina. Assim, além de prevenir as doenças que se propagam por contato (como o HPV), previne-se a possibilidade de qualquer sêmen que exista já em torno do pênis (mesmo no começo da relação) chegar perto da vagina.

2) Deixar o pênis amolecer dentro da vagina, e só então tirar a camisinha
Este erro é grave, pois o sêmem pode vazar. A camisinha deve ser retirada com o pênis ainda duro, logo depois da ejaculação

3) Colocar a camisinha do avesso
Este descuido pode facilitar o rompimento da camisinha. É preciso seguir atentamente as instrucoes do fabricante.

4) Esquecer de tirar o ar do reservatório antes de vestir a camisinha
Se o reservatório destinado ao sêmem estiver cheio de ar, a camisinha pode estourar. Por isso, é importante apertar a ponta do preservativo enquanto ele é desenrolado.

5) Só colocar o preservativo na hora da ejaculação
Além de arriscado como método anticoncepcional, fazer isto simplesmente não protege contra doencas.

6) Passar qualquer tipo de lubrifiucante que não seja à base de água
Lubrificantes à base de petróleo ou outros materiais, como a vaselina, causam rachaduras microscópicas no preservativo, acabando com a capacidade dele de proteger contra doenças.

7) Transar duas vezes com a mesma camisinha
As camisinhas são feitas para guardar o conteúdo de apenas uma ejaculação. Por isso, ninguém pode garantir a sua eficácia ao se usar pela segunda vez.


| Capa Saúde | Alimentação | Primeiros Socorros | Sexo Seguro |