saúde > Ejaculação Precoce

Ejaculação Precoce

Antes de mencionarmos um problema que afeta alguns homens, isto é, a ejaculação precoce, devemos entender o que é uma ejaculação normal. A ejaculação normal ocorre em dois estágios, sendo que no primeiro há a expulsão efetiva do líquido seminal (sêmen) dos órgãos acessórios de reprodução (próstata, vesícula seminal e canal ejaculatório) para a uretra. No segundo estágio, há a progressão desse líquido por toda a extensão da uretra até o meato uretral, que é o orifício na cabeça do pênis por onde sai também a urina e desse processo ocorre uma sensação de prazer chamada orgasmo.

Agora vem a questão, como saber se tenho ejaculação precoce? A ejaculação é o problema sexual mais comum em homens afetando 20 a 30% deles e é caracterizada pelo déficit do controle voluntário sobre a ejaculação. Não existe um tempo pelo qual o homem deve segurar a ejaculação para sentir prazer, mas, deve ocorrer um bom senso entre os parceiros que estão na relação, ou seja, o sexo deve ser bom para ambos e quando apenas um sente prazer é porque algo não está bem. No entanto, a ejaculação prematura é um dos problemas sexuais mais freqüentes nos homens e nos casais, sendo responsável por 40% das queixas encontradas em consultório de terapeutas sexuais.

Acontece que a ejaculação precoce é um lugar comum na juventude, em encontros com parceiros novos ou após algum tempo de abstinência. Quando se estende pela maturidade e se torna presente em mais da metade dos encontros sexuais, torna-se, aí sim, um problema crônico e um transtorno sexual.

Que a ejaculação precoce afeta em sua maioria os homens, sendo estes de qualquer faixa etária e logo atrapalham o relacionamento do casal, eis a questão, isto é, porque ela ocorre? Algumas das razões seriam: aumento anormal de sensibilidade da glande peniana, ansiedade frente ao desempenho sexual, inexperiência sexual, primeira experiência com parceira que tenha estimulado um coito rápido e culpa ou sentimentos negativos em relação à parceira.

Que a ejaculação precoce existe e ocorre na vida de muitos casais é verdade, mas, para tal evento existe cura e tratamento. Uma linha de tratamento é a reorientação e a reeducação do homem ou do casal quanto à função sexual normal. Clareiam-se as situações em que se considera como "normal" o tempo de ejaculação mais curto ou insatisfatório, mas, quando a ejaculação precoce se torna persistente, ou seja, aparece em mais da metade dos encontros sexuais, um tratamento mais específico se faz necessário. Uma segunda linha de tratamento é o chamado tratamento cognitivo-comportamental, na qual se constitui em uma série de exercícios e tarefas para serem realizadas em casa para controle do tempo de ejaculação.

Pode-se combinar uma terceira linha de tratamento a esses exercícios, isto é, as medicações. Existe uma ampla gama de medicações que tem como efeito colateral o retardo do tempo de ejaculação, todavia, tais drogas devem ser ministradas somente mediante prescrição médica criteriosa, pois possuem vários outros efeitos no organismo.

O objetivo destas tarefas é fazer o homem tomar consciência do momento que antecede o primeiro estágio de ejaculação, podendo voluntariamente controlar quando deseja ejacular, evitando frustração a ele e à parceira.