Música > Biografias > Skank

Skank



Atualmente no Brasil é possível encontrarmos diferentes cantores e bandas, onde cada um destes artistas segue por um meio musical distinto, conseguindo, muitas vezes, destacar-se no ramo musical no qual atua e fazendo com que fãs e admiradores sejam rapidamente conquistados pelo desenvolvimento e trajetória do grupo, além da qualidade das músicas e canções que são criadas.

Um dos segmentos que ainda não está muito difuso em questão de artistas brasileiros faz referência ao pop-rock, sendo que este gênero musical é originário do exterior e, consequentemente, os artistas mais conhecidos e renomeados são internacionais, fazendo com que somente alguns cantores e bandas nacionais deste meio consigam ser reconhecidos nas mídias e meios de comunicação atuais.



Trajetória do Skank

Uma das bandas que conseguiu-se destacar entre todas as outras do mesmo segmento foi o Skank, sendo que este grupo surgiu em 1991, em Belo Horizonte, fazendo com que todo o Brasil surpreendesse-se com a qualidade das músicas e ritmos criados que faziam referência ao pop-rock, modificando completamente o cenário musical da época quanto à este estilo.

A grande surpresa foi que, anteriormente ao surgimento do Skank, as poucas bandas que existiam e enquadravam-se ao pop-rock eram originárias de São Paulo ou Rio de Janeiro, modificando o pensamento que muitos indivíduos possuíam e mostrando que a qualidade era o diferencial do grupo.



Com o desenvolvimento do Skank, os integrantes, rapidamente, conseguiram um contrato com uma grande gravadora: a Sony Music, fazendo com que os mesmos conseguissem decolar rapidamente, inspirados em outros artistas famosos na época como Pato Fu e Jota Quest.

A música que é conhecida e que, na época, foi grande sucesso em mídias e meios de comunicação, pertencente ao Skank, é chamada Garota Nacional, sendo que a mesma estava presente no terceiro CD do grupo, este que chamava-se O Samba Poconé, lançado no ano de 1996, fazendo referência à duas coisas que o brasileiro possuía em sua cultura e admirava como suas paixões: o futebol e as mulheres.

A primeira paixão citada, o futebol, apareceu principalmente na música É Uma Partida de Futebol (referindo-se ao jogo de Atlético e Cruzeiro), conseguindo admiradores e mais fãs que tornaram-se adeptos e seguidores da banda que, até os dias atuais, segue fazendo grande sucesso entre seu público.