Música > Biografias > Legião Urbana

Legião Urbana



Varias bandas e cantores conseguem marcar a história da cena nacional em questão musical, sendo que as mesmas adquirem um grande público que costuma comprar produtos, ouvir músicas e até mesmo comparecer aos mais diversos shows que tais artistas costumam realizar, havendo um grupo grande de pessoas quando a banda torna-se devidamente conhecida e consagrada.

Legião Urbana é uma das bandas mais famosas dentre os brasileiros e até mesmo fazendo sucesso internacional, sendo que a mesma, aos poucos, foi conseguindo atingir um grande número de fãs que, até hoje, são adeptos as músicas, mesmo após o fim do grupo musical.



O Legião Urbana entrou na cena musical brasileira em 1982, sendo que a mesma foi formada por um grupo de amigos em Brasília, conseguindo fazer, em todo o tempo de sua carreira, treze álbuns que foram extremamente consagrados e entraram para a história, sendo um dos grupos mais marcantes dos anos 80, juntamente com Paralamas do Sucesso, Barão Vermelho, Ultraje à Rigor, Titãs, RPM, entre muitas outras que também faziam sucesso na época.

Em 1985, as primeiras músicas consagradas da carreira da banda foram feitas, sendo que as mesmas recebiam os nomes de “Será”, “Geração Coca-Cola” e “Ainda é Cedo”, conquistando um grande número de fãs, sendo que, em 1986, um anos após, uma das principais canções do grupo foi lançada: “Eduardo e Monica”, além dos hits “Tempo Perdido” e “Índios”.



Em 1987, ainda houve demais outros hits, incluindo “Que País É Este” que moveu uma verdadeira legião de fãs, além de “Eu Sei”, “Faroeste Caboclo” e “As Quatro Estações” no ano de 1989, além de “Pais e Filhos”, “Quando o Sol Bater na Janela do Seu Quarto” e “Meninos e Meninas” um tempo depois.

O Legião Urbana era comandado pelo vocalista Renato Russo, sendo que o mesmo acabou morrendo devido à AIDS, fazendo com que seus órgãos não funcionassem mais e, assim, após o óbito do cantor, a banda separaram-se, ocorrendo tudo no ano de 1996, encerrando a carreira de uma das bandas que, até os dias atuais, continuem sendo um dos maiores grupos musicais de toda a história, principalmente pelo número dos discos vendidos quando os mesmos ainda estavam ativos.