Música > Biografias > Elis Regina

Elis Regina



O Brasil, em questões musicais, já apresentou uma diversidade de nomes que foram consagrados em todo o país e até mesmo conseguiram disseminar-se pelo mundo de acordo com a qualidade do trabalho produzido e com o desenvolvimento e diferenciação dos produtos midiáticos criados.

Como não há somente um gênero musical disseminado no Brasil, muitos destes artistas acabaram sendo influenciados pela mescla de estilos, ou seja, adaptando músicas e canções para que as mesmas fossem reproduzidas para agradar à diferentes públicos devido a presença de ritmos e batidas diferenciadas em cada um dos trabalhos criados.



Sobre Elis Regina

Uma das cantoras que conseguiu destacar-se no Brasil em sua carreira musical foi Elis Regina, sendo que a mesma é considerada uma cantora eclética devido ao grande número de estilos musicais que são possíveis notar nas músicas e canções criadas pela artista, com uma presença clara de cada um dos gêneros escolhidos, englobando jazz, rock, bossa nova e até mesmo samba.

Elis Regina, verdadeiramente chamada Elis Regina Carvalho Costa, nasceu em 1945, em Porto Alegre, sendo que a mesma partiu para a carreira musical apresentando-se em festivais com vários outros artistas, dividindo o palco com os mesmos, apresentando a canção conhecida como Arrastão, pertencente à Edu Lobo e Vinícius de Moraes.

Sua inspiração para a música surgiu com o costume de ouvir rádio, apreciando todas as cantoras que eram disseminadas na época nestes meios de comunicação.



Logo em 1964, ainda no início de sua carreira, mudou-se para São Paulo, fazendo ainda mais sucesso no local ao realizar alguns espetáculos que conseguiram atingir um público vasto, partindo, posteriormente, para a parceira com outros artistas famosos com os quais criava músicas em forma de dueto, conquistando o carisma de seus fãs.

Uma das características de Elis Regina que mais chamou a atenção de todo o seu público, além da grande variedade de estilos musicais presentes em suas músicas, foi a forma com a qual a cantora expressava-se nos palcos, sendo que a força e tom de sua voz passava para todos os fãs o sentimento das letras, além de que seus gestos também tornaram-se aspectos marcantes em suas apresentações.

A cantora eclética Elis Regina veio a falecer quando possuía apenas 36 anos como consequência do uso de drogas e bebidas alcoólicas.