Atlas > Locais Turísticos > Vaticano

Vaticano

O Vaticano é uma cidade-estado soberana sem costa marítima cujo território consiste de um enclave murado dentro da cidade de Roma, capital da Itália, sendo o menor país do mundo, tanto por população e quanto por área. É um estado eclesiástico governado pelo bispo de Roma, o Papa. A maior parte dos funcionários públicos são todos os clérigos católicos de diferentes origens raciais, étnicas e nacionais.

A Cidade do Vaticano distingui-se da Santa Sé, dado que as ordenanças da Cidade do Vaticano são publicados em italiano, já os documentos oficiais da Santa Sé são emitidos principalmente em latim. Ainda mais, a Santa Sé não é um país, apenas trata de questões de passaportes diplomáticos e de serviço, no entanto o estado da Cidade do Vaticano cuida dos passaportes normais.

O Tratado de Latrão, de 1929 criou a cidade-estado do Vaticano (assinado por Benito Mussolini e o Papa Pio XI em 11 de Fevereiro de 1929), sendo este, o lugar onde os papas residem. Anteriormente, eles residiam no Palácio de Latrão na colina Celio no lado oposto de Roma, local que Constantino deu ao Papa Milcíades em 313.



Com relação à história do Vaticano, pode-se dizer que durante o império de Carlos Magno, no século IX, ao papas reinavam sobre a maioria dos Estados da península itálica, incluindo a cidade de Roma e partes do sul da França. Em 1870, as tropas do rei Vítor Emanuel II entram em Roma e incorporam a cidade ao novo Estado, mas em 1871, o rei ofereceu como compensação ao Papa Pio IX uma indenização (um bairro de Roma onde ficava a sede da Igreja) e o compromisso de mantê-lo como chefe do Estado do Vaticano, mas o papa recusou. Todavia essa incômoda questão de disputas entre o Estado e a Igreja, chamada Questão Romana só terminou em 1929, quando o Papa Pio XI assinou o Tratado de Latrão com o ditador fascista Mussolini, aceitando a proposta que anteriormente havia sido negada pelo papa Pio IX, pelo qual a Itália reconhece a soberania da Santa Sé sobre o Vaticano, declarado Estado soberano, neutro e inviolável.

O Vaticano possui uma área de 0,44 quilômetros quadrados. Fora da Cidade do Vaticano, o Estado possui 13 edifícios em Roma e Castel Gandolfo (A residência de Verão do Papa) gozando de direitos extraterritoriais, sendo que partilha 3,2 km de fronteira com a Itália.

A cidade possui clima temperado, com invernos chuvosos e verões quentes. Situa-se numa colina baixa e é fundamentalmente urbano e nenhuma das terras está reservada para agricultura ou outro tipo de exploração de recursos naturais. A cidade-estado exibe um impressionante grau de economia (como linhas ferroviárias, heliporto, correios, estação de rádio, quartéis militares, palácios e gabinetes governamentais, entre outros), assim, o desenvolvimento urbano é otimizado para ocupar menos de 50% da área total, ao passo que o resto é reservado para espaço aberto, incluindo os Jardins do Vaticano.


Com relação à política do Vaticano, pode-se dizer que há uma autocracia, porque todos os poderes (executivo, legislativo e judiciário) estão concentrados na figura do Papa, que não possui qualquer órgão que fiscalize seus atos como governante, e, por ser considerado sucessor de São Pedro, não deve prestação de contas a ninguém, considerando-o um emissário de Deus na Terra. O termo cidade do Vaticano é referente ao Estado, enquanto Santa Sé é referente ao governo da Igreja Católica efetuado pelo Papa e pela Cúria Romana (gestão administrativa).

A economia do Vaticano é baseada na captação de donativos das comunidades eclesiais (igrejas) pertencentes à Igreja Católica, Apostólica e Romana no mundo inteiro e também com o turismo no complexo dos "Museus Vaticanos". A unidade monetária do Vaticano é o Euro.

A cultura do Vaticano correspondente à cultura da Igreja Católica e o seu expoente são as obras de arquitetura como a Basílica de São Pedro, a Arquibasílica de São João Latrão, a Praça de São Pedro, a Capela Sistina e a coleção do Museu do Vaticano.

Turismo

Fotos Vaticano
mais locais turísticos
atlas