Atlas > > Oceanos - Pacífico

Oceanos - Pacífico

O Pacífico fora descoberto pelos europeus em 1513 e transposto pela primeira vez em 1520, o mesmo tem assistido a um crescimento de sua importância como via de ligação entre algumas das regiões de maior dinamismo econômico da atualidade.

O Oceano Pacífico possui cerca de 180 milhões de km² e cobre, praticamente, metade da superfície dos oceanos e um terço da superfície do planeta, a respeito da sua totalidade, pode-se dizer que sua massa marítima situa-se entre a América, a leste, a Ásia e a Austrália, a oeste, e a Antártida, ao sul. Possui também profundidades superiores a 3.000m e é o oceano com a maior profundidade média e possui as maiores fossas submarinas.

O Pacífico é percorrido por um sistema de dorsais, isto é, cadeias montanhosas recentes com intensa atividade vulcânica. A dorsal Sudeste - Pacífica constitui um prolongamento, através da dorsal Pacífico-Antártica, das dorsais do oceano Índico, atingindo as latitudes do litoral mexicano, desaparecendo ao penetrar no golfo da Califórnia. No entanto, a mesma dorsal citada acima pertence à placa litosférica da Antártida. A Oeste, o centro do oceano Pacífico é entrecortado por cadeias submarinas e grandes edifícios vulcânicos. Já na costa acidental da América há uma subducção da crosta oceânica onde ocorrem maremotos devido à intensa atividade sísmica e vulcânica.


Os detritos marinhos, mais conhecidos como lixo são freqüentemente vistos encalhados nas praias, uma vez que muitas pessoas utilizam-se dos mesmos para fazer dos rios um “banheiro a céu aberto” e eliminam vários resíduos lá, todavia, posteriormente esse lixo irá desaguar nos oceanos e o excesso de oxigênio que se esvai nos produtos químicos na água leva à hipóxia e a criação de uma zona morta.

Turismo

mais locais turísticos
atlas