Atlas > América do Norte > Canadá

Intercâmbio no Canadá


Fazer intercâmbio no exterior é a meta de muitos jovens, pois é uma oportunidade de conhecer novas culturas, de amadurecer (já que você estará sozinho, sem ao auxílio dos pais e da família) e de aprende rum novo idioma e falá-lo fluentemente. A atmosfera em que a pessoa está inserida ajuda e muito a aprender outra língua, já que você estará vivendo dentro daquela cultura e todas as outras pessoas não falam o mesmo idioma que você, e como você precisará se esforçar por esses motivos, terá um excelente aprendizado. Para as pessoas que pretendem aprimorar o inglês, o Canadá é uma das principais opções entre os estudantes brasileiros.



Isso se deve em parte ao fato de que há menos burocracia para conseguir o visto de entrada no país e valores mais econômicos em comparação com a Inglaterra e os Estados Unidos. Você pode ficar no alojamento da instituição de ensino em que você fará o curso ou em uma casa de família. Convivendo com uma típica família canadense, você estará mais próximo da cultura e da realidade do país, e tendo que treinar bastante a língua. Para quem opta por ficar em uma residência estudantil, você terá contato com estudante de praticamente todas as partes do mundo, enriquecendo bastante o seu conhecimento, apesar de não conseguir ter tanta proximidade com a cultura canadense do dia-a-dia. Assim sendo, é preciso analisar o que o estudante prefere, pois o que pode ser o ideal para uma pessoa pode não ser para a outra.



No Canadá, há muitos estrangeiros, e por isso o povo canadense é bastante aberto, simpático e normalmente não é preconceituoso. Quem já esteve no país diz que os canadenses falam as palavras mais devagar e não unem muito as palavras, facilitando para quem está com a pretensão de aprender o inglês. Você pode tanto fazer o high school, que é o equivalente ao ensino médio no Brasil, quanto cursos de inglês, que variam em sua duração. Para quem vai ficar menos de seis meses, pode entrar no país com um visto de turismo com autorização para estudo. Já quem ficará mais tempo, é preciso tirar o visto de estudante.