Atlas > Astronomia > Planeta Marte

Marte é o quarto planeta a contar do Sol e é tido como a “Estrela de Fogo” pelos chineses e japoneses, pois, durante a noite Marte aparece como uma estrela vermelha, razão pela qual recebe seu nome. Marte é um planeta com algumas afinidades com a Terra: tem um dia com uma duração muito próxima do dia terrestre e o mesmo número de estações.

Com relação à geologia, pode-se dizer que a ciência que estuda Marte é a areologia. Marte possui um globo terrestre que possui 53% do diâmetro, 28% da superfície e 11% da massa e como os oceanos cobrem cerca de 71% da superfície terrestre e Marte carece de mares, as terras de ambos os mundos têm aproximadamente a mesma superfície.

Com relação a sua topografia, pode-se dizer que as planícies do norte que foram alisadas por torrentes de lava, contrastam com o terreno montanhoso do sul, sulcado por antigas crateras. Através das fotografias tiradas de órbita observam-se muitas crateras, mas não estão uniformemente repartidas pelo planeta, existindo poucas áreas onde há um grande número de crateras colossais. Assim se pôde fazer um mapa da idade das superfícies de Marte, dividido em três períodos: Noachiano, Hesperiano e Amazoniano.

Os vulcões em Marte são divididos em três tipos: "Montes", "Tholis" e "Paterae". Os "Montes" são grandes; os "Tholis" são menores e mais íngremes e o "Paterae" possui inclinações muito rasas. Os vulcões encontram-se a leste e oeste do maior sistema de desfiladeiros do sistema solar, o Valles Marineris, com 4000 km de comprimento e 7 km de profundidade.

A atmosfera marciana é uma atmosfera rarefeita de dióxido de carbono, e peculiaridades como: neve carbônica, calotas polares de gelo seco, tempestades de poeira e redemoinhos. Marte possui um céu amarelo-acastanhado, exceto durante o nascer e o pôr-do-sol, quando adquire uma tonalidade rosa e vermelha.

Marte possui estações do ano que duram o dobro das estações na Terra, tendo em vista que o ano marciano é também o dobro do terrestre (cerca de 1 ano e 11 meses terrestres) e a duração do dia em Marte (sol) é pouco diferente do da Terra, com 24 horas, 39 minutos e 35 segundos.

Em Marte existem dois tipos de canais: onde são produzidos correntes e os que são originados por água que emerge debaixo da superfície. Estes canais antigos são visíveis nas imagens obtidas pelas sondas que exploraram o planeta. Já com relação à hidrografia, o ciclo da água em Marte é diferente do da Terra, pois em Marte a água encontra-se no solo, em forma de gelo (-80 °C), mas quando a temperatura se eleva, o gelo converte-se em vapor sem passar ao estado líquido.

Marte tem um lugar especial na imaginação popular devido à crença de que o planeta é ou foi habitado no passado. No entanto, a descoberta de vida ou simplesmente de fósseis no planeta seria um dos maiores acontecimentos de todos os tempos, todavia tal exploração de deverá ocorrer perto do ano 2020, numa viagem que irá durar de 3 a 9 meses. Marte tem dois pequenos satélites naturais: Fobos e Deimos, ambos deformados, possivelmente asteróides capturados pelo planeta.

Atlas Ilustrado

Mande esta página para alguém:

Seu Nome:
Seu E-mail:
E-mail de Destino: