Astrologia > Roupa Dança do Ventre

Roupa Dança do Ventre


O local da origem da dança do ventre é impreciso. Alguns consideram que tenha nascido no Egito Antigo, outros que se iniciou no norte da Índia. O que se pode afirmar com certeza é que junto com ela, também veio acompanhada uma roupa especial que tanto fascina quem assiste a uma apresentação dessa dança.

As roupas que se tem acesso hoje para a prática de dança do ventre, são resultado de uma grande mistura entre diversas regiões do Oriente. Incorporaram-se também tradições árabes, com a de ciganos e até mesmo com características ocidentais.

O resultado são trajes com tecidos leves e com movimento. Com direito a muita transparência e brilho. Acompanhadas com lantejoulas, paetês e miçangas que iluminam e alegram cada passo.

Na maioria das vezes, além do bustiê bordado na parte de cima, tem-se a saia com tecidos que acompanham os movimentos da bailarina e permitem sua mobilidade.



Cores e Intenções
Azul turqueza, púrpura, vermelho, dourado. Cada cor com sua vibração e uma finalidade diferente. As tonalidades quando bem usadas podem proporcionar efeitos incríveis. Nos trajes de dança do ventre não é diferente.

O vermelho associado à paixão, o laranja à juventude, o amarelo à luz, o rosa ao romantismo. Já o verde ao equilíbrio, azul representando à harmonia e o violeta a intuição. O preto, por sua vez, a sedução e finalmente o branco simbolizando a pureza e devoção.

Além da escolha da cor, a dançarina deve evitar a vulgaridade. A própria roupa irá já valorizar o corpo feminino e o deixará mais sensual. Por isso, dependendo da ocasião, é indicado que se tome cuidado com excessos.



Finalizando o traje
A dançarina deve também se atentar para o equilíbrio na hora de fazer sua maquiagem. Ela tem papel fundamental e complementa o figurino. Ao mesmo tempo em que não deve ser muito carregada, deve ter os traços bem definidos e marcantes, típicos do Oriente. Olhos bem delineados que vão chamar atenção para o olhar da dançarina fará a diferença na performace.

Acessórios como os véus, também são importantes, simbolizam o mistério e a pureza. As jóias são o toque final, remetendo a riqueza da mulher, valorizando sua beleza.

A dança tradicional é feita com os pés descalços, mas existem muitas dançarinas atuais que dançam de meia ponta ou sapatilhas de cores neutras. Por fim, o traje da dançarina irá revelar sua personalidade. As bailarinas podem fazer seus próprios trajes personalizados, ou se preferirem comprá-los prontos em lojas especializadas.