Astrologia > Como jogar Tarô

Como jogar Tarô


A técnica da leitura de tarô pode ser muito específica, dependendo do tipo de baralho. O jogo não pode ser considerado uma tarefa simples e de fácil entendimento, pois médiuns e estudiosos seguem um longo estudo para uma leitura séria, contudo, dentro do seu contexto. Para os médiuns, o tarô tem uma ligação espiritual entre o ser e o plano superior. No entanto, existem técnicas de leituras baseadas em teorias que consistem tanto na busca do autoconhecimento quando pelo desenvolvimento espiritual.

Normalmente, cada tarô tem uma iniciação específica e determinadas técnicas de tiragem, mas varia com o objetivo da leitura e com as preferências individuais. O ideal é começar com os modelos mais simples e seguir o passo a passo de cada tarô até obter prática na tiragem para a leitura.



Há três regras que podem ser utilizadas em todos os tipos de tarô, auxiliando na leitura das cartas como: Antes de tirar as cartas, determinar o motivo ou a função que terá o jogo para o consulente; realizar uma leitura literal, ou seja, dizer simplesmente o que a carta está mostrando; procurar, à medida que for desvirando as cartas, estar aberto às impressões, ideias e intuições ligadas as funções atribuídas à carta.

Geralmente, cartomantes e tarólogos costumam usar um pano ou uma toalha específica para abrir as cartas na mesa. Muitos optam por tecidos de cores escuras, pois dão destaque às cartas. Na maneira de embaralhar, também, existem algumas regras, não necessariamente obrigatórias. Em alguns casos, o tarólogo pede que o consulente embaralhe as cartas para deixar suas energias e vibrações concentradas no baralho. Outros pedem que o consulente coloque as mãos sobre as fileiras de cartas, assim para transmitir sua energia. Há profissionais que limitam o contato do cliente e, eles próprios, embaralham as cartas cuidadosamente.



No corte das cartas, que na maioria das vezes, o tarólogo pede que o cliente corte o baralho, ou seja, divida em duas ou três pilhas, alguns recomendam que seja realizada com a mãe esquerda, outros com a direita.

Na abertura das cartas é frequente o sentimento negativo às cartas que saem de cabeça para baixo, as invertidas. Nesse caso, o embaralhamento deve ser feito rolando as cartas sobre a mesa, para desta forma garantir a alternância de posição.

A posição das cartas de tarot pode ser feita tanto na direção do praticante quanto do consulente. A maior parte dos tarólogos organiza as cartas viradas para si e não para o cliente. Acreditam que é o leitor que deve receber as impressões diretas do arranjo sobre o qual fará sua análise.