Astrologia > Como Dançar Dança do Ventre

Como Dançar Dança do Ventre


A Origem certa da dança do ventre ainda é um mistério. Estudos levam a crer que tenha se iniciado no Antigo Egito. Na época, as mulheres faziam movimentos com os quadris, ventre e imitavam cobras. Tudo isso em louvor a deuses como Isis, deusa da fertilidade, em agradecimento a manutenção da vida.

Depois da tomada egípcia feita pelo povo árabe, seguido por diversas migrações, a dança se espalhou e foi se modificando conforme a região que chegava. Muito mais do que um simples requebrado, é uma dança sagrada. Os gestos e vibrações feitos são dotados de simbologia e significados. Por exemplo, o desenho do oito deitado, realizado por diferentes partes do corpo pela dançarina, representa a infinidade da vida.

A dança do ventre veio do Oriente para o Ocidente de vez. Hoje não é nenhuma surpresa ver uma brasileira praticando essa dança com muita facilidade.



Técnicas Básicas da Dança
Antes de mais nada, é interessante entender que a dança do ventre se trata de uma dança que tem movimentos localizados do corpo, não apenas o ventre, mas também a movimentação dos braços, da cabeça, das mãos e das pernas de uma maneira mais estudada, assim como também em determinados momentos discreta, ou até mesmo mais acentuada.

Em termos mais práticos, a dança é composta por movimentos ondulados, de impacto e vibração do corpo inteiro. Os principais fundamentos da dança se concentram de fato no ventre, ou seja, no controle da região abdominal e no isolamento de porções do corpo.

Outra parte característica e importante da dança é o shimmy (vibração) dos quadris. A partir desses movimentos básicos se encorporam as demais partes do corpo: quadris, torso, ombros, braços, cabeça e pescoço isolados ou em diversas combinações.

A dança deve ser acrescida posteriormente de giros, movimentando-se em todos os planos, conforme a batida da música e criatividade da bailarina.Os movimentos durante a dança devem ser fluídos. Isso proporcionará a ilusão de continuidade e ligação entre cada movimento.

Para que uma pessoa possa aprender esta dança, é necessário que busque por um profissional qualificado, ou até mesmo cursos que podem ser disponibilizados nos dias de hoje através da internet, no entanto, o que seria conisderado como mais correto, seria a aula presencial, para verificar se os seus movimentos são realizados de forma correta, assim como também para que se tenha mais perícia no momento do aprendizado.

Sendo assim, é possível encontrar diversas academias com professores que são altamente qualificados para ensinar os movimentos, e associá-los a dança, lembrando que o ritmo acaba por ser diferenciado, assim como também acabam por ser marcados. Ainda podemos encontrar profissionais que acabam por utilizar acessórios, como espadas, cobras, e lenço para fazer com que a dança se torne ainda mias graciosa. É claro, há muitos professores de dança do ventre que poderão ir a sua casa, para que assim você possa aprender a dança em um espaço mais reservado e com uma atenção que seja mais específica para o caso de aprender mais rápido.



Benefícios para o corpo todo
Os benefícios sentidos poderão ser muitos com a prática da dança do ventre. Proporciona um resgate da auto-estima; postura correta e confortável, proporcionar o relaxamento mental, além, é claro, muita diversão e sedução.

Por isso, não só a beleza e sensualidade têm atraído as mulheres ocidentais. Os benefícios para o corpo e mente também são extremamente convidativos a prática dessa dança milenar. No youtube há diversos vídeos de dança do ventre, nos quais as mulheres que já sabem como dançar podem aprender novidades e se inspirar.

Para quem ainda irá aprender o básico, o ideal é que procure uma escola, cursos ou academia que ofereçam aulas com professores preparados. Pois, no início a dançarina aprendiz pode fazer movimentos errados e acabar se prejudicando, uma vez que, movimentos errados podem causar desgastes da musculatura e em diversas partes do corpo que podem ficar comprometidas.

Procure profissionais especializados que lhe ajudem a aprender as técnicas de forma correto e em seu tempo de aprendizagem, assim você não se cobra demais e nem fica decepcionado por não atingir o mesmo nível de dança das pessoas de sua sala. Siga o seus ritmos e encontre o desenvolvimento certo para você! Verá como essa dança sensual é gostosa e te faz uma pessoa melhor.